Ser-eu
(o super-homem da sua essência)

Quero existir demasiado para as possibilidades desta realidade.
Quero mergulhar no mundo.
Mas existe sempre uma bóia de salvação que me arrasta à superfície.
Quero estender o meu ser ao largo do quotidiano, à margem do que me individualiza.

E eclodir em toda a dimensão do tempo como um rastilho que pega fogo à minha essência.

Ser-eu

(o super-homem da sua essência)

Quero existir demasiado para as possibilidades desta realidade.

Quero mergulhar no mundo.

Mas existe sempre uma bóia de salvação que me arrasta à superfície.

Quero estender o meu ser ao largo do quotidiano, à margem do que me individualiza.

E eclodir em toda a dimensão do tempo como um rastilho que pega fogo à minha essência.

Ver →